• Betweien

O “herói da educação”

Mia Khan, é o nome do pai intitulado como o “herói da educação”, pelo ministro da Educação do Afeganistão.

Foi o Comité Sueco para o Afeganistão, uma organização não-governamental que divulgou a história de resiliência de Mia Khan, e que fez com que esta história chegasse aos “ouvidos” do governo afegão. Mia Khan, pai de 12 filhos, foi homenageado pelo Governo Afegão, por percorrer diariamente 24 quilómetros com as suas três filhas, para garantir que estas têm acesso à educação.

Apesar de sofrer do coração, o homem de 63 anos encara esta tarefa diária como algo necessário, para garantir que as suas filhas têm acesso a uma formação de qualidade. A necessidade de fazer esta viagem justifica-se, devido ao facto de, nas proximidades da residência de Mia Khan, não existir qualquer tipo de escola para raparigas.

Mia leva as suas filhas de mota, todas as manhãs, percorrendo 12 quilómetros. Depois, espera por elas perto da escola e faz a viagem de regresso a casa, percorrendo mais 12 quilómetros. Mia Khan considera a educação essencial e considera ainda, ser seu dever garantir a educação das suas filhas.


"Sou analfabeto e vivo com um salário mínimo, mas a educação das minhas filhas é muito valiosa para mim, porque não há nenhuma médica na nossa zona. É o meu maior desejo: educar as minhas filhas como os meus filhos”

“A ausência de segurança é uma realidade para quem vive no Afeganistão. Não podemos passear em segurança, os nossos familiares não podem viajar pela cidade com facilidade e os nossos filhos não podem ir sozinhos para a escola”,

O ministro da educação do Afeganistão, Mirwais Balkhi, já garantiu que, no futuro, será construída uma escola junto da zona de residência desta família, com o nome de Mia Khan, como forma de homenagear este pai que, diariamente, luta na esperança de que as suas três filhas se venham a tornar médicas.

No Afeganistão, existe uma taxa de analfabetismo a rondar os 60% - nos quais Mia Khan também se insere -, sendo que 75% dessas pessoas são do sexo feminino. As filhas de Mia Khan de 8, 10 e 12 anos certamente não pertencerão a essa percentagem, muito graças ao seu pai.

72 visualizações

© Betweien, Lda., 2018 - Todos os direitos reservados.

  • Facebook Betweien
  • Instagram Betweien
  • Linkedin Betweien
  • Youtube Betweien