• Betweien

Maria Montessori - Uma vida dedicada à infância

Maria Tecla Artemisia Montessori 1870 – 1952

Em 1896, tornou-se na primeira mulher italiana a concluir medicina, na área de neuropatologia. Trabalhou durante dois anos como assistente na clínica psiquiátrica da Universidade de Roma, onde se encarregou de estudar o comportamento de um grupo de jovens com deficiências intelectuais. O tempo despendido com essas crianças, permitiu-lhe constatar que a necessidade e a vontade de brincar que elas apresentavam, permaneciam intactas, o que a levou a procurar meios para melhorar a sua educação.

Antes de se dedicar à educação, Montessori sofreu a oposição do pai ao facto de decidir ser médica e enfrentou ainda algumas dificuldades devido à condição de ser mãe solteira numa Itália extremamente religiosa e conservadora.

Após ter concluído os seus estudos em pedagogia, dedicou-se à modernização de um bairro pobre de Roma, em San Lorenzo, e encarregando-se da educação das crianças. Para atender às suas necessidades, fundou uma casa das crianças (Casa dei Bambini) onde estas podiam aprender a conhecer o mundo, e a desenvolver sua aptidão para organizar o seu próprio futuro.

Ficou conhecida como sendo uma mulher do mundo. Passou pela Índia, África, e acabou por falecer longe da sua terra natal, em Holanda. Fruto de toda a sua dedicação em prol das crianças, o seu corpo fora enterrado num cemitério católico de crianças.


Importância

Maria Montessori destacou-se por diversos aspetos, entre os quais: ter colocado o aluno no centro do processo de ensino e aprendizagem; ter desenvolvido um método que valorizasse os interesses dos estudantes e por ter criado matérias e técnicas para favorecer a aprendizagem das crianças.

Montessori rompeu a ideia de que a criança seria apenas um mero adulto em ponto pequeno e demonstrou que a criança é um sujeito que precisa de ser visto através de uma perspectiva própria. Desenvolveu um método de ensino fundamentado através da sua experiência com crianças que já tinham sido negadas pela escola pública italiana, crianças em relação às quais não existia qualquer esperança de que pudessem aprender. A verdade é que, as primeiras crianças educadas por Montessori, tiveram melhores notas do que as crianças ditas "normais". Montessori percebeu que, ao entender o processo de conhecimento, seria possível pensar numa educação capaz de garantir a aprendizagem. Então pensou, "porque não expandir essa forma de educação para todas as crianças?"


Contributo para a Educação

Maria Montessori tornou-se numa das principais figuras de um movimento internacional de reforma da educação, que recomendava a substituição dos métodos antigos de ensino.

Para Montessori, a criança traz consigo aspetos inatos, equanto que, ao mesmo tempo, depende do ambiente para o seu desenvolvimento. Uma sala de aula adequada para crianças deveria funcionar sem mesas nem cadeiras, e as crianças trabalhariam no chão, com um conjunto de materiais sensoriais espalhados por toda a sala, sem um professor que diga se está tudo certo ou errado, apenas um professor que observe e que ajude as crianças quando estas pedissem ajuda.

A infância era, a seu ver, a fase crítica na evolução do indivíduo, o período durante o qual são lançadas as bases de todo desenvolvimento futuro. Ela via na fé, na esperança e na confiança, os meios mais eficazes de ensinar às crianças a independência.

“Importa deixar a natureza agir o mais livremente possível, e assim, a criança será livre no seu desenvolvimento.

Nos seus escritos, Montessori ressaltava a importância de incutir e desenvolver atitudes em vez de simples competências.

"A atividade prática deve criar uma atitude, e tudo isso surge graças à contemplação."

Um dos princípios fundamentais sobre os quais repousava o uso de material didático era o de que as atividades deveriam ser metodicamente coordenadas, de maneira a que as crianças pudessem facilmente avaliar o seu grau de êxito enquanto as realizavam.


As influências de Montessori

Montessori dialogava muito com outros professores, nomeadamente aqueles que tinham uma proposta pedagógica prática para aplicar no sistema de ensino.

A formação desta ideia pedagógica de Maria Montessori surgiu, não só, com base na sua experiência enquanto professora, mas também, através da leitura de diversos professores e pensadores da área da Educação.

Altamente influenciada por Rousseau, criticava o mundo dos adultos que, aos seus olhos, não levavam em conta as crianças. Montessori adquiriu um interesse particular pelos estudos de Itard, onde procurou civilizar uma "criança selvagem" encontrada nas florestas de Aveyron, através do estimulo e do desenvolvimento dos seus sentidos.

Para Montessori, a condição fundamental para que a criança se pudesse desenvolver totalmente, é a autonomia. A criança desde cedo vai viver num ambiente que exige que a mesma tome decisões. Todas essas decisões trarão consequências que permitirão à criança identificar e analisá-las para que possam guiar os seus passos futuros.

243 visualizações

© Betweien, Lda., 2018 - Todos os direitos reservados.

  • Facebook Betweien
  • Instagram Betweien
  • Linkedin Betweien
  • Youtube Betweien