• Betweien

Ideias inovadoras aplicadas à Educação

Atualizado: 3 de Out de 2019


1 Kg Box

Este projeto, desenvolvido na China, destina-se essencialmente aos professores que lecionam nas zonas rurais. A 1 Kg Box distribui caixas compostas por diversos instrumentos que permitem aos professores dar aulas temáticas. Saúde, artes e até mesmo teatro, são algumas das temáticas encontradas dentro das caixas. Como forma de complemento a estas caixas, os professores têm a oportunidade de aceder a diferentes conteúdos através da aplicação móvel desenvolvida pela 1 Kg Box.


Problema: As escolas rurais chinesas enfrentam dificuldades muito grandes. Normalmente, possuem apenas 1 único professor – frequentemente inexperiente - para um número bastante elevado de alunos, o que impossibilita o acompanhamento individualizado de cada um.


Solução: A 1 Kg Box ofereceu aos professores a oportunidade de trabalhar diferentes temáticas durante a aula, e tudo, dentro de uma simples caixa. Para além dos materiais destinados para uma temática específica, a caixa apresenta ainda um manual de utilização com sugestões de como a aula deve ser guiada, com dicas práticas, sugestões, discussões e até mesmo jogos. Assim, a inexperiência dos professores acaba por ser combatida. Os professores têm ainda a possibilidade de aceder a planos de atividades, e de compartilhar trabalhos realizados pelos alunos através da aplicação.

Resultados: Ao utilizar a 1kg box, as crianças desenvolvem a sua criatividade e descobrem os seus talentos, devido, essencialmente, à sua componente prática. Desenhos, colagens e até mesmo peças tridimensionais, são apenas alguns dos resultados que estas caixas podem oferecer. Este tipo de prática fomenta também o diálogo e a criação de novos laços entre as crianças.


Nepris

O propósito desta plataforma desenvolvida nos EUA é muito simples…aproximar as escolas do mundo empresarial. Para usufruir de uma palestra dada por um profissional, basta que os professores se registem na ferramenta e solicitem uma palestra online de um profissional... a ferramenta trata do resto! Após o pedido, é selecionado o profissional mais indicado para os requisitos indicados pelo professor.


Problema: Muitos poderão sentir que isto tem pouco de inovador, mas a verdade é que esta ideia tem tanto de simples quanto de genial. Graças a esta aplicação, as crianças têm a oportunidade de conhecer o que é realmente feito em múltiplas áreas profissionais. A Nepris, derruba as barreiras existentes entre estes dois universos, preparando melhor os jovens para o futuro profissional.

Soluções: Na plataforma, são pedidas algumas informações ao professor sobre aquilo que procura, para que seja atribuída a melhor correspondência possível. A plataforma “encontra” o profissional ideal - com as habilidades pretendidas pelo professor - e na data e hora escolhida, o professor liga-se através de uma videochamada, para que exista uma discussão interativa com os estudantes. A sessão é gravada, o que permite visualizá-la mais tarde e compartilhá-la. A aplicação conta com o registo de profissionais de diversas áreas, tais como ciência, tecnologia, engenharia e matemática.


Resultados: Para além da aproximação óbvia entre escolas e empresas, esta aplicação apresenta ainda a vantagem de não necessitar de um grande investimento de tempo por parte do corpo docente. Para os alunos, este tipo de interação motiva-os a procurar outras metas profissionais. Para as empresas, é uma forma de se posicionarem junto de novos públicos ou até mesmo de atrair novos profissionais para os seus quadros.


Quest to Learn

Quest to Learn é uma escola pública situada em Nova Iorque que recorre ao edutainment e leciona com recurso a jogos - de tabuleiro e digitais -. A ideia, é que as crianças ganhem poder sobre a sua própria aprendizagem, ao serem incentivados a arriscar e a tomar decisões enquanto aplicam os conhecimentos transmitidos em sala de aula.


Problema: Esta escola, procurou contrariar os padrões teóricos tradicionais de ensino. Através desta nova abordagem, tentou combater a monotonia de sala de aula, a falta de motivação dos alunos, e a falta de aplicação dos conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula.

Soluções: Os alunos, do 6º ao 9º ano, aprendem enquanto jogam, e com esta abordagem, os alunos podem ainda desenvolver os próprios jogos para serem aplicados em sala de aula.

No início do trimestre, os alunos recebem um "grande desafio" que será resolvido em pequenos desafios ao longo do período letivo. Os alunos são desafiados a resolvê-los em equipas, recorrendo a soluções criativas. Além dos tradicionais testes de avaliação, os alunos são também avaliados pelos professores enquanto jogam, assim, é avaliado não apenas o que os alunos sabem, mas também, a forma como aplicam os seus conhecimentos.

Resultados: Ao agirem como jogadores, os alunos sentem-se desinibidos e passam a assumir riscos que, possivelmente, evitariam na vida real. Com o recurso ao jogo, aprendem a tomar decisões e a assumir responsabilidade pelas mesmas. Com esta nova abordagem, tornaram o ensino mais prático e com maior dinâmica, e graças ao sistema de “recompensa”, os alunos são incentivados a serem melhores e, consequentemente, aumentam os seus níveis de motivação. Esta escola apresenta resultados acima da média nos testes obrigatórios e já foi campeã nas olimpíadas de matemática.

0 visualização

© Betweien, Lda., 2018 - Todos os direitos reservados.

  • Facebook Betweien
  • Instagram Betweien
  • Linkedin Betweien
  • Youtube Betweien