© Betweien, Lda., 2018 - Todos os direitos reservados.

  • Facebook Betweien
  • Instagram Betweien
  • Linkedin Betweien
  • Youtube Betweien
  • Betweien

Atividades extracurriculares...sim ou não?

Certamente já discutiu este tema com amigos... afinal, serão as atividades extracurriculares importantes para o desenvolvimento e bem-estar dos jovens?

Apesar de existirem diversos pontos de vista quanto a esta temática, acreditamos que exista consenso relativamente a um aspeto: Nestas idades, a estimulação cognitiva é essencial! Capacidade de raciocínio, pensamento crítico e argumentação, são apenas algumas qualidades que poderão advir dessa estimulação.

"A principal esperança de uma nação, reside na educação adequada da sua juventude"

Esta citação, de Erasmo de Roterdão, retrata a importância de investir na educação dos jovens, dado que, os jovens de hoje, serão os adultos de amanhã. Assim, neste artigo, iremos tentar explicar de que forma as atividades extracurriculares poderão desenvolver/potenciar novas competências, promotoras de um futuro melhor para os jovens.


O que são atividades extracurriculares?

O próprio nome diz tudo. Atividades extracurriculares são um conjunto de experiências pedagógicas desenvolvidas sem caráter obrigatório, que permitem aos alunos complementar o seu currículo com competências que por vezes não são adquiridas em contexto de sala de aula. No entanto, apesar de todos os benefícios que apresentam, existe um aspeto que pode tornar as atividades extracurriculares prejudiciais para as crianças: muito cuidado com a sobrecarga de tarefas extracurriculares! Por vezes, fruto da exigência dos pais, as crianças vêem o seu horário repleto de atividades extracurriculares, e deixam de ter tempo livre para que se possam dedicar às tarefas da escola, à família, ou até mesmo a não fazer nada.

Benefícios das atividades extracurriculares


Desenvolvimento de competências interpessoais: quando os jovens se encontram numa realidade totalmente distinta da habitual, vêem-se quase que forçados a comportarem-se de maneira diferente. Graças à diferença de realidades, as crianças adquirem novas competências interpessoais e aprendem também a interagir com novas pessoas, o que se traduz na criação de novas amizades.


Interação com outros professores a interação com outros professores poderá facilitar o processo de aquisição de competências dos jovens, dado que, poderão adotar técnicas de ensino diferentes do registo habitual de sala de aula, com os quais os jovens poderão ser mais compatíveis. Estes professores poderão também desempenhar um papel fundamental nos jovens, ao espoletar paixões sobre determinadas áreas até então desconhecidas.


Promover capacidades próprias: as crianças escolhem, habitualmente, atividades do seu interesse, de acordo com as suas preferências pessoais. Essas atividades, constituem uma oportunidade para expressar talentos e aprender a dominar competências como o espírito de iniciativa; a capacidade de gestão do tempo e o controlo emocional.


Desenvolver o sentido de competência: o sucesso nestas atividades tem uma elevada carga inspiradora nos jovens, uma vez que lhes demonstra que, através do empenho e dedicação, é possível atingir novas metas.


Valorização pessoal: as atividades extracurriculares facultam aos jovens um melhor ajustamento psicológico e comportamental; um nível mais elevado de resiliência pessoal e educacional; maior satisfação pessoal; maior ajustamento emocional e maior autoestima.


Reduzir os problemas de comportamento: Este ponto aplica-se fundamentalmente em atividades extracurriculares associadas à prática de exercício físico. As crianças com altos níveis de energia, por norma, apresentam um pior comportamento, seja em sala de aula ou até mesmo em casa. Assim, torna-se imperativo que pratiquem uma atividade física que lhes permita esgotar a sua energia e reduzir os seus comportamentos nervosos.


De uma forma lata, as atividades extracurriculares promovem:

  • Menores níveis de ansiedade;

  • Maiores níveis de empenho;

  • Maior interesse em relação à escola;

  • Melhoria de competências interpessoais;

  • Maior sentido de responsabilidade.

217 visualizações